• Oftalmologista em Curitiba - Especialista em Cirurgia de Retina e Catarata

Cirurgia de Retina

Tratamentos avançados

Cirurgia de Catarata

Melhor visão na melhor idade

Oftalmologista em Curitiba

Tratamentos avançados
Agende: (41) 9 9946-4262

Category Archives: Notícias

Laser de micropulso, Pascal e terapia fotodinâmica em Curitiba

Laser de micropulso, Pascal e terapia fotodinâmica

A terapia fotodinâmica, segundo Lavinsky, vem sendo cada vez menos utilizada no Brasil devido à dificuldade de obtenção da verterporfirina; contudo ainda tem indicação em algumas situações, entre as quais na coriodopatia polipoidal e em casos crônicos de coriorretinopatia serosa central, principalmente nos refratários à fotoestimulação a laser. Conforme explica Maia, a terapia fotodinâmica consiste no emprego da verterporfirina endovenosa e, após 15 minutos, é realizada a aplicação de laser sobre a região onde se deseja realizar o procedimento. Ele ressalta que a terapia fotodinâmica está indicada nos casos de vasculopatia polipoidal da coroide, nos quais os pólipos estão justafoveolares, os quais se deve aplicar a verterporfirina venosa seguida do laser e, 15 minutos após a aplicação inicial, é entregue a uma potência de 50 milijoules durante 45 segundos sobre a área subfoveal ou justafoveal, denominada laser de meia fluência.
Na retinopatia central serosa crônica que apresenta coroidopatia central serosa na região extrafoveal, o oftalmologista enfatiza que a terapia de escolha é a observação clínica, pois 90% dos pacientes irão melhorar espontaneamente; entretanto, cerca de 10% dos pacientes não melhoram e necessitam da fotocoagulação a laser convencional. De acordo com o médico, em casos refratários de coroidopatia central serosa, para as lesões justafoveais e subfoveais, a terapia que deve ser realizada é a com laser de micropulso, que promove a fotoestimulação da retina e, portanto, não resulta em queimaduras retinianas, estimulando o epitélio pigmentar da retina a drenar (absorver) o líquido subfoveal.
Maia esclarece que o laser de micropulso tem a capacidade de ser entregue em pulsos de microssegundo e, com isso, não aumenta a temperatura da retina e apenas realiza uma fotoestimulação. “Nos casos em que nenhum destes tratamentos está indicado, nos quais os vazamentos subfoveal ou justafoveal estão presentes e a terapia com micropulso não foi efetiva, aí sim a terapia fotodinâmica deve ser realizada com uso da verterporfirina endovenosa associada à metade da fluência, ou seja, 45 segundos a uma potência de 50 milijoules”, salienta.
O especialista revela que o laser de micropulso está indicado atualmente em várias doenças retinianas, mas ainda carece de estudos que padronizem sua aplicação, e hoje é considerado por muitos o padrão ouro para o tratamento da coroidopatia central serosa subfoveal refratária. Uma outra indicação da terapia fotodinâmica (PDT) é em casos refratários de membrana neovascular sub-retiniana, em especial as membranas neovasculares sub-retinianas clássicas que persistem com fluido sub-retiniano após a aplicação de todos os antiangiogênicos. “Nesses casos, a terapia combinada de antiangiogênicos corticoides também está indicada, mas são situações de exceção.”
Já o laser de Pascal consiste na aplicação de vários disparos de laser para fotocoagulação de forma controlada, resultando em menos dor e em sessões mais rápidas ao paciente, cuja queimadura é controlada de forma eletrônica, portanto muito mais moderna. “Esta técnica facilita a realização da panfotocoagulação, tornando o procedimento menos doloroso e mais rápido. Tal tratamento está indicado para retinopatia diabética proliferativa”, explica Maia.

Sintomas e tratamento do descolamento de retina

Localizada junto ao fundo do olho, a retina é uma camada transparente que tem a função de reter as imagens recebidas e enviá-las para o cérebro. Por sua importância, qualquer lesão nela pode ocasionar um dano grave à visão, como no caso do Deslocamento de Retina.

 

Nessa condição, há uma separação entre a retina e o fundo do olho, geralmente ocasionado por alguma lesão no globo ou pelo envelhecimento natural, sendo que o seu tratamento precisa ser realizado o mais rápido possível para evitar uma possível cegueira.

 

Sintomas do descolamento de retina

Os sintomas do descolamento de retina costumam acontecer logo que o gel vítreo contrai e separa a retina, sendo os seus primeiros indícios:

– Visão embaçada;

– Manchas escuras no olhar;

– Moscas volantes;

– Flashes de luz ao piscar;

– Perda gradual da visão, podendo evoluir para uma cegueira.

 

Tratamento do descolamento de retina em Curitiba

Após o mapeamento da retina e do seu diagnóstico, há dois tratamentos que podem ser realizados, dependendo principalmente se a retina já desgrudou ou se ainda está no processo.

Caso esteja prestes a se deslocar, existe a possibilidade de realizar uma técnica a laser, que provocará uma miniqueimadura na região e fará uma cicatrização onde houve o rasgo, fechando o local e evitando que a retina se solte novamente.

No caso do deslocamento já ter sido feito, será necessário então realizar uma cirurgia, no qual haverá a união da retina com o fundo do olho novamente, provocando a volta da produção de nutrientes na região e evitando uma nova separação.

degeneração macular relacionada a idade tratamento curitiba

Degeneração Macular (DMRI) em Curitiba

A degeneração macular é uma doença relacionada à idade, e atinge principalmente os mais idosos. Confira agora algumas características, sintomas e opções de tratamento para a doença.

O que é a Degeneração Macular de Retina?

A degeneração macular, causa mais frequente de perda de visão após os 50 anos, acontece na retina, na região conhecida como mácula, e por isso o nome associado.

Se não tratada, leva à perda progressiva da visão central, até a cegueira completa.

Ela pode ser controlada e possui tratamento.

Os principais sintomas da DMRI doença são:

  • A nitidez da visão é afetada
  • Dificuldade em visualizar formas: “este prédio já não parece mais tão parecido quanto antes!”
  • Dificuldade de enxergar detalhes: “estou com problemas em ler este livro.”

Cuidados com a DMRI:

Os sintomas podem ser agravados com o cigarro.

Além de tal male, também fica complicado de indicar um tratamento adequado com antioxidantes se o paciente é fumante.

Tipos de DMRI

A DMRI apresenta-se em dois tipos, a seca e a exsudativa.

  • DMRI seca: quando ainda no estágio inicial, pode ser controlado com vitaminas (selênio, zinco, etc.) e antioxidantes. Estes compostos ajudam a reduzir o avanço da doença.
  • DMRI exsudativa: quando se encontra em um estágio mais grave, e são necessários exames de sangue e acompanhamento da circulação da região da macula. São usados medicamentos e até mesmo tratamento a lazer para corrigir o desfoque.

Havendo qualquer alteração ocular, busque imediatamente um oftalmologista.

Tratamento da DMRI em Curitiba

Para maiores informações, entre em contato com o Dr. Luis Arana, especialista em doenças de retina em Curitiba.

descolamento de retina

Tratamento do Descolamento de Retina em Curitiba

O globo ocular é formado principalmente por humor vítreo, uma substância gelatinosa, localizada atrás da retina, que é  responsável por captar as informações do meio externo e transmitir para o nervo óptico, sendo levadas até o cérebro, gerando as imagens que vemos.

Com o avanço da idade, é possível que a composição química do humor vítreo seja alterada, se tornando mais líquida.  Nesse processo acontece o descolamento de retina, que é caracterizado pela separação da retina da parede posterior do olho. Esse processo de morte celular pode levar a perda visual irreversível.

Existem três variações para o descolamento de retina: descolamento de retina regmatogênico, descolamento de retina exsudativo e descolamento de retina tradicional.

  • No caso do descolamento de retina exsudativo o líquido se acumula sob a retina, tendo como as principais causas os tumores e processos inflamatórios.
  • descolamento regmatogênico se caracteriza pela separação da camada neurossensorial e o epitélio pigmentado da retina.
  • Já o descolamento de retina tradicional, acontece quando ocorre uma tração na retina, que pode ser causado pela diabetes.

Para o diagnóstico correto são necessários alguns exames, para identificar qual a causa e situação da retina, para então indicar o melhor tratamento.

Opções de tratamento para o descolamento de retina

Existem diferentes opções de tratamento para o descolamento de retina. O tipo de tratamento irá depender do tipo e situação do descolamento.

A criopexia é um procedimento em que o cirurgião irá aplicar uma sonda de congelamento na área externa do olho. A área determinada será paralisada, resultando em uma cicatriz que irá proteger a retina.  Para esse procedimento pode ser necessário de duas a três semanas de repouso, para proporcionar melhores resultados.

Já no caso do procedimento retinopexia pneumática o médico injeta uma bolha de ar ou gás fazendo com o descolamento impeça a passagem de líquido.

Outro procedimento para tratamento do descolamento é a retinopexia com introflexão escleral, em que será colocada uma bolsa de silicone ao redor dos olhos para que a esclera, seja pressionada em direção à retina. Em casos em que o paciente possui vários rasgos ou uma extensa lesão, será colocado uma fivela escleral, podendo ficar para o resto da vida nesse local.

Na cirurgia a laser (fotocoagulação), outra opção de tratamento, é utilizado um feixe de laser para a ruptura da retina, realizando queimaduras em torno do descolamento, que irão criar cicatrizes, atuando como uma espécie de solda na retina.

Tratamento para descolamento de retina em Curitiba

Para maiores informações, entre em contato com Dr. Luis Arana, especialista em Retina em Curitiba.

(41) 9 9946-4262

(41) 9 9914-5710

contato@luisarana.com.br

Dr. Luís Augusto Arana
CRM 22.044 – PR

cirurgia de catarata em curitiba

Cirurgia de Catarata em Curitiba: Mitos e verdades sobre a cirurgia

A catarata se desenvolve com a opacificação do cristalino, que é uma lente natural do olho. O principal motivo da catarata é o envelhecimento, porém, pode ocorrer devido a outros fatores, como traumas oculares e também de origem hereditária (catarata congênita).

A cirurgia é a única forma de tratamento disponível para a catarata atualmente. No procedimento, chamado facoemulsificação, o cristalino opaco é aspirado e substituído por uma lente intraocular especial.
Existem diferentes tipos de lentes intraoculares, cada uma possui diferentes indicações.

Cirurgia de Catarata em Curitiba: Mitos sobre a Cirurgia de Catarata

Existem diversos mitos a respeito da cirurgia de catarata. Abaixo vamos buscar esclarecer algumas questões:

É preciso ficar internado após a cirurgia de catarata

Mito! O procedimento é realizado com colírios anestésicos, e geralmente dura apenas 15 minutos. A recuperação da visão é rápida, e não há necessidade de internamento. No entanto, o paciente deverá vir acompanhado para voltar para casa, pois a visão poderá estar embaçada logo após o procedimento, devido à ação dos colírios.

É necessário tomar injeção no olho para fazer a cirurgia de catarata

Mito! Como relatado acima, a anestesia é tópica, realizada com colírios.

A Cirurgia de Catarata é dolorida

Mito! Os colírios anestésicos tornam o procedimento indolor.

Após realizar a cirurgia de catarata, é necessário dar pontos no olho

Mito! As incisões do procedimento são muito pequenas, e se fecham com a própria pressão ocular, não sendo necessário realizar pontos no olho.

O paciente não poderá lavar a cabeça depois da cirurgia

Mito! O paciente poderá lavar a cabeça normalmente, mas deve evitar que entre água e sabão nos olhos durante as primeiras semanas.

Após a cirurgia, eu não devo dormir de lado

Verdade! Após a cirurgia, é indicado que durante uma semana, o paciente não durma de lado, e utilize um tampão de olho (oclusor) quando se deitar.

Cirurgia de Catarata em Curitiba

dr luis aranaDr. Luís Augusto Arana é Mestrado e Doutorado em Medicina pela Universidade Federal do Paraná. Possui grande experiência com cirurgia de catarata, tendo realizado milhares de atendimentos ao longo de sua carreira.

Para agendamento de consultas ou esclarecimentos, clique no botão do Whatsapp abaixo.

1 2 3 9
Pesquisar