• Oftalmologista em Curitiba - Especialista em Cirurgia de Retina e Catarata

Cirurgia de Retina

Tratamentos avançados

Cirurgia de Catarata

Melhor visão na melhor idade

Oftalmologista em Curitiba

Tratamentos avançados
Agende: (41) 9 9946-4262

RETINOPATIA DIABÉTICA, DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO

Quando não há um cuidado adequado na alimentação, as pessoas que tem diabetes podem apresentar a retinopatia diabética, condição que, se não for tratada a tempo, pode causar cegueira.

Na retinopatia, os vasos sanguíneos do olho acumulam fluído no fundo do olho e incham, havendo a criação de “neovasos”, que são mais frágeis, e tendo a possibilidade do líquido acumulado vazar e causar diversas distorções na visão.

Diagnóstico

No início da condição, há a possibilidade da doença não manifestar nenhum sintoma, por isso, recomenda-se que a pessoa com diabetes vá constantemente ao oftalmologista, pelo menos uma vez ao ano, evitando que a condição progrida para algo sério.

Sintomas

Os problemas ocasionados pela retinopatia diabética acumulam-se conforme a doença progride, começando com a visão embaçada, avançando para o aparecimento de pontos e manchas escuras, dificuldade maior em enxergar a noite e, futuramente, até mesmo a cegueira.

Cabe lembrar que, mesmo sem a retinopatia, a diabete pode deixar a vista embaçada, desfocada, manchada ou nebulosa, significando que o nível de glicose no sangue está alto. Portanto, qualquer que seja o motivo para os sintomas, é importante cuidar da alimentação constantemente e ir ao médico regularmente.

Tratamento

Além de uma alimentação balanceada, controlando a taxa de glicose no sangue e evitando que o problema se agrave, o tratamento da retinopatia pode ser realizado através de dois tipos de intervenção, sendo elas a cirurgia a laser e a vitrectomia.

Nos casos mais leves, recomenda-se a primeira, no qual os novos vasos criados são “secos”, e o inchaço macular é reduzido graças sessões a laser nas áreas da retina que estão longe da mácula.

Já a vitrectomia é recomendada para os estágios mais graves, no qual é retirado o sangue e o tecido cicatrical dos neovasos, ajudando a retina a voltar ao seu local normal.

Na maioria dos casos, os pacientes conseguem voltar pra casa no mesmo dia da cirurgia, sendo raras às vezes em que precisa de mais tempo de internação.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">HTML</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Pesquisar
Agende sua consulta