injeções intravitreas curitiba
Injeção Intravítrea em Curitiba | DMRI, Retinopatia Diabética, Oclusão Vascular da Retina e Retinopatia Hipertensiva
outubro 18, 2018
Médico especialista em retina Curitiba
novembro 29, 2018

Injeção Intravítrea com Anti-VEGF em Curitiba

injeção intravítrea em curitiba

injeção intravítrea em curitiba

A retina é um tecido muito fino que recobre a parte interna do fundo do olho, composto por células especiais fotossensíveis que são responsáveis por assimilar a luminosidade que chega aos olhos e transformar em impulsos elétricos, que em seguida são enviados para o cérebro codificar e interpretar, tudo em nanosegundos, repetindo o tempo todo esse processo.

Sem a retina não poderíamos enxergar, é uma evolução em nossa espécie que nos deu uma visão ampla e detalhada, permitindo executar tarefas precisas.

Com essas características singulares as doenças que afetam a retina tem potencial para provocar a perda permanente da visão, por isso sua gravidade é elevada na maior parte dos casos, não tanto pelo grau das doenças, mas sobretudo pelo sua possibilidade de afetar a visão.

Nos últimos anos uma grande evolução tecnológica transformou os tratamentos das doenças mais graves da retina como DMRI (Degeneração macular relacionada a idade), retinopatia diabética e outras.

INJEÇÃO INTRA-VÍTREA com anti VEGF

Um dos processos mais prejudiciais nas doenças da retina é a proliferação de novos vasos sanguíneos, conhecidos como neovasos, trata-se de uma condição natural do organismo humano a ANGIOGÊNESE, quando sofremos algum tipo de lesão como um ferimento é necessário recompor os vasos sanguíneos afetados e novos vasos podem se desenvolver e recupera a irrigação sanguínea.

No entanto quando ocorre um desequilíbrio nesse processo, surgem novos vasos sanguíneos mais fracos e finos, que não apresentam as características naturais de vaso comum, sendo assim se rompem facilmente, provocando hemorragia no fundo do olho, como a retina é muito sensível, as células podem morrer e a visão não será recuperada.

Da mesma forma a hemorragia pode provocar o DESCOLAMENTO DA RETINA uma situação muito grave, na qual uma parte da retina fica sem irrigação, fica descolada do fundo do olho, afetando o fornecimento de nutrientes para as células fotossensíveis e por sua vez a perda da visão.

Durante pesquisas médicas para impedir o crescimento de tumores foram desenvolvidos medicamentos que atacam o tumor, bloqueando o processo de ANGIOGÊNESE, ou seja, impedindo a formação de novos vasos sanguíneos, assim o tumor interrompe seu crescimento, esses medicamentos bloqueiam a ação do VEGF responsável por indicar a angiogênese.

Com o tempo esses medicamentos passaram a ser testados nas doenças da retina, através de uma injeção especial a medicação foi aplicada no fundo do olho de pacientes com doenças que criavam novos vasos sanguíneos como a DMRI, os pesquisadores descobriram que a medicação foi capas de bloquear o VEGF e impedir a produção de neovasos. Mais do que impedir o avanço das doenças, mais da metade dos pacientes relataram melhora da visão.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cirurgia de Retina e Catarata em Curitiba
Cirurgia de Retina e Catarata olho