Quais os sintomas da catarata

Os primeiros sinais da catarata, costumam ser discretos: sensação de névoa, à noite as luzes dos carros podem interferir na visão, dificuldade para ler; porém com o avanço da opacidade o paciente pode apresentar diminuição da acuidade visual.

O diagnóstico da catarata não costuma ser fácil durante as fases iniciais de opacidade, uma vez que os sintomas podem variar muito de um paciente para outro, além de poderem alertar para outros problemas visuais.

Principais sintomas da catarata:

  • Sensibilidade aumentada à luz (fotofobia):
  • Visão embaçada: é um dos sintomas mais frequentes. O paciente, percebe uma “névoa” que o impede de enxergar com nitidez, dificultando tarefas simples e cotidianas como: assistir TV, dirigir, ler.
  • Mudanças constantes no grau dos óculos ou lentes de contato;
  • Dificuldade para enxergar à noite;
  • Desbotamento das cores;

Uma vez que se detecte algum desses sintomas, recomenda-se uma visita ao oftalmologista, que realizará os exames específicos para o diagnóstico preciso, bem como irá, indicar ao paciente qual o melhor procedimento cirúrgico a ser adotado, e o uso de lente intraocular.

Ou seja, é sempre bom lembrar que visitas periódicas ao oftalmologista, permitem diagnósticos precoces de doenças como catarata e outras (glaucoma, astigmatismo, etc) o que evita a evolução, e facilita significativamente o tratamento.

Como evitar a Catarata?

Apesar de estar bastante relacionada ao envelhecimento natural do olhos, a opacidade do cristalino pode acontecer por predisposição genética, e também por outros fatores secundários, que contribuem para o avanço da patologia.

Dentre esses fatores de risco, os mais comuns são:

  • O consumo excessivo de álcool;
  • O tabagismo;
  • A exposição demasiada à radiação ultravioleta;
  • Doenças crônicas (ex: Diabete Mellitus)

Os primeiros sinais da catarata, costumam ser discretos: sensação de névoa, à noite as luzes dos carros podem interferir na visão, dificuldade para ler; porém com o avanço da opacidade o paciente pode apresentar diminuição da acuidade visual.

O diagnóstico da catarata não costuma ser fácil durante as fases iniciais de opacidade, uma vez que os sintomas podem variar muito de um paciente para outro, além de poderem alertar para outros problemas visuais.

Principais sintomas da catarata:

  • Sensibilidade aumentada à luz (fotofobia):
  • Visão embaçada: é um dos sintomas mais frequentes. O paciente, percebe uma “névoa” que o impede de enxergar com nitidez, dificultando tarefas simples e cotidianas como: assistir TV, dirigir, ler.
  • Mudanças constantes no grau dos óculos ou lentes de contato;
  • Dificuldade para enxergar à noite;
  • Desbotamento das cores;

Uma vez que se detecte algum desses sintomas, recomenda-se uma visita ao oftalmologista, que realizará os exames específicos para o diagnóstico preciso, bem como irá, indicar ao paciente qual o melhor procedimento cirúrgico a ser adotado, e o uso de lente intraocular.

Ou seja, é sempre bom lembrar que visitas periódicas ao oftalmologista, permitem diagnósticos precoces de doenças como catarata e outras (glaucoma, astigmatismo, etc) o que evita a evolução, e facilita significativamente o tratamento.

Como evitar a Catarata?

Apesar de estar bastante relacionada ao envelhecimento natural do olhos, a opacidade do cristalino pode acontecer por predisposição genética, e também por outros fatores secundários, que contribuem para o avanço da patologia.

Dentre esses fatores de risco, os mais comuns são:

  • O consumo excessivo de álcool;
  • O tabagismo;
  • A exposição demasiada à radiação ultravioleta;
  • Doenças crônicas (ex: Diabete Mellitus)
Cirurgia de Retina e Catarata em Curitiba
Cirurgia de Retina e Catarata olho